Conservar tapetes, estofados, colchões e roupas livres de manchas não é um tarefa fácil para a dona de casa, principalmente quando se tem crianças no lar. Devido a isso, para a remoção das manchas de sujidade, sejam elas suco de uva, vinho, café, muitos recorrem às dicas antigas e usam produtos que nem sempre são os mais adequados.

Com o objetivo de facilitar, a NATUREZA & LIMPEZA lista alguns truques para evitar que as manchas sejam pigmentadas nas fibras dos tecidos ou carpetes, sendo possível a remoção.

  • Mancha de sangue: A dica é derramar água oxigenada no local e não vinagre, como muitas pessoas fazem. Deixe agir por 15 minutos e passe um pano seco;
  • Café no sofá: Muitas pessoas recorrem ao primeiro produto que encontram na frente para retirar a mancha e quase sempre utilizam limpa carpetes ou até mesmo álcool em gel, que podem danificar o tecido. O ideal é aplicar no sofá uma pedra de gelo em cima da mancha até ela clarear;
  • Chicletes no tapete: A goma pode ser retirada com o uso de um secador de cabelo, na temperatura máxima, sobre a mesma. Com a outra mão, retire o chiclete com um filme plástico. Os resíduos podem ser retirados com uma escovinha de cerdas macias, detergente e pano seco;
  • Vinho na roupa: Assim que o líquido for derramado na roupa, coloque em cima da mancha sal e suco de limão. Deixe a mistura agir por cerca de 30 minutos. Em seguida, esfregue e lave normalmente. É sempre bom ler atentamente a etiqueta da peça para verificar contra indicações. Fora de casa, se não for possível seguir as recomendações acima, coloque gelo sobre o tecido para evitar que o vinho seja absorvido. Quando chegar em casa, siga um dos procedimentos indicados para remover definitivamente a mancha;
  • Urina de cachorro e gato: Existe um produto solidificador no mercado, que pode ser aplicado sobre a urina. Cinco minutos após a utilização, passe o aspirador sobre a área;
  • Marcas de sapato no carpete: Essa situação acontece em carpetes com mais de cinco anos que nunca foram lavados profissionalmente para tirar a poluição do dia-a-dia, ácaros e bactérias. O ideal é contratar uma empresa especializada para executar uma limpeza profunda e acabar com todo o pó e os germes no carpete. Este processo é recomendado a cada seis meses para quem sofre de alergia e uma vez por ano para quem não tem problemas alérgicos. Vale destacar que é importante aspirar semanalmente e evitar o uso de produtos domésticos que acumulam resíduos e podem manchar o carpete;
  • Manteiga em cadeiras: Elimine os resíduos de gordura com talco e se a mancha não for removida, utilize um pano umedecido com água e sabão. Lave as cadeiras e impermeabilize para evitar acidentes futuros;
  • Manchas em peças de couro: Cadeiras, sofás, jaquetas e puffs precisam de cuidados redobrados, muitas pessoas limpam o couro com água, vinagre e condicionador de cabelo, o que pode danificar o tecido e contribui para formar rachaduras. O ideal é fazer a higienização profunda e hidratar com uma empresa especializada que trabalhe com produtos específicos para couro, pois isso trará a cor de volta sem rachaduras. Outro ponto importante é usar um hidratante corporal para manter a hidratação do couro a cada 6 meses.